Série Dragon Slayer, parte 3 – Romancia

Artigo originalmente publicado no site Hardcore Gaming 101 e traduzido para o
português por MSX Resources, sob autorização.

Romancia – MSX/MSX2/PC-88/PC-98/Sharp X1/Famicom/Windows (1987)

Romancia (PC-88 - Capa)

Por Kurt Kalata

Romancia é um adventure de ação lateral inicialmente lançado em 1986, o terceiro jogo da série Dragon Slayer da Falcom. Apesar de nenhum dos jogos Dragon Slayer serem diretamente relacionados entre si além de terem sido feitos pelas mesmas pessoas, muitos deles possuem temas em comum.

Romancia (arte)

Série Dragon Slayer:
I: Dragon Slayer
II: Xanadu
III: Romancia
IV: Drasle Family (Legacy of the Wizard)
V: Sorcerian (Parte I) | (Parte II)
VI: Legend of Heroes
VII: Lord Monarch
VIII: Legend of Xanadu

Outros:
Legend of Xanadu II
Xanadu Next

Romancia (Windows)

Romancia também é conhecido como Dragon Slayer Jr., mas isso não certamente não significa que é um jogo fácil (apesar da arte ser de um estilo “bonitinho”). É apenas que, comparado com as mecânicas de exploração de Xanadu ou Drasle Famly, é um jogo bem mais simplista. Toada a customização de personagem do Xanadu se foi – na verdade, todas as informações numéricas foram simplificadas em forma de ícones ao lado da tela. Você tem apenas trinta minutos para terminar o jogo,e não existe absolutamente nenhuma forma de salvar o seu progresso. Romancia também tem um mundo à ser explorado incrivelmente pequeno. Existe a cidade (e o castelo associado à ela), um sombrio reino vizinho, o seu castelo, e uma caverna subterrânea que consiste de um labirinto bastante irritante. E além de algumas áreas menores, isso… é praticamente tudo. A maior parte do tempo você gasta indo e voltando, realizando várias missões, recebendo ítens, e eventualmente avançando no jogo. A história é que você é o Príncipe Fan, que deve resgatar a Princesa Serena. Há um rei bom que se tornou mal, um dragão para matar, e isto é basicamente tudo que você precisa saber da história.

Romancia (MSX)

Como vários jogos antigos, Romancia é quase absurdamente cruel. Se você falar com o rei várias vezes no começo do jogo, ele te repreenderá por desperdiçar tempo e diminuirá o relógio para quinze minutos, te forçando a reiniciar ou correr feito louco. Em uma outra área, você vai encontrar quatro personagens, dos quais três são impostores que irão te dar um item amaldiçoado, basicamente te forçando a reiniciar o jogo (mas pegar o certo é um tanto óbvio). Na primeira cidade, há um cara sentado numa nuvem que o chama de tolo e diz algo sobre oferecer sua vida à ele. Se você falar com ele novamente, você será transformado num anjo, voará para fora da tela, e recebera uma bela mensagem de Game Over. Pelo jeito você precisa ir para o céu para conseguir alguns ítens sagrados, e a única maneira de fazer isso sem se matar é elevando o seu karma. Você pode fazer isso realizando boas ações pela cidade, das quais a maioria envolve remédios.

Romancia (MSX2)

Enquanto uma boa porção inicial do jogo é gasta andando pela região, você eventualmente entrará em combate, o que impõe alguns detalhes irritantes. O mais notável é que o príncipe é bem incômodo e difícil de controlar. Sua espada é inacreditavelmente pequena, e é praticamente impossível matar qualquer coisa sem se ferir. Segurando o botão de ataque você dará um golpe de pouca distância, o que é mais efetivo, mas só pode ser usado um certo número de vezes. Além disso, você será incapaz de atacar novamente até que o projétil saia da tela, te deixando sem defesa. Não existe tempo de invulnerabilidade quando você é acertado, logo é bem fácil de ser preso num canto e ficar encurralado entre inimigos até morrer. Já que não há um botão para pulo, você precisa apertar para cima para pular, o que é enlouquecedor em certas partes onde algo mais preciso se faz necessário.

Romancia (PC-88)

Romancia não é um grande jogo em qualquer medida. Sem as grandes fases dos seus irmãos, lhe falta profundidade, e existe muitas missões de se pegar ítens e não há exploração suficiente. Entretanto, a jogabilidade básica foi refinada, e eventualmente a Falcom acabou lançando Sorcerian, um título bem superior (Sorcerian até mesmo tem um cenário chamado “Romancia” que apresenta algumas das mesmas fases e personagens, uma das poucas vezes em que jogos da série Dragon Slayer realmente se cruzam).

Romancia (Famicom)

Apesar de algumas pequenas diferenças gráficas, as versões para PC-88/98 e MSX/MSX2 são essencialmente as mesmas. A versão para MSX2 oferece um cheat para continuar o jogo, pelo menos, assim como uma opção secreta para se jogar com a Princesa. Romancia também foi portado para o Famicom pelo Compile e publicado pela Toyko Shoseki. Apesar da jogabilidade ser basicamente a mesma das versões para computador, o mundo de jogo é muito maior. Por exemplo, ao invés de começar na cidade, você precisa atravessar a floresta e vencer um chefe. O layout de algumas áreas e alguns quebra-cabeças são um pouco diferentes também. Há também músicas extras para as novas áreas. A música e os efeitos sonoros soam bastante como outros jogos da Compile, como Zanac e The Guardian Legend, e na verdade soam melhor que muitas das músicas originais da Falcom. Também não existe mais o timer (ufa!), mas o Príncipe anda incomodamente devagar. Desta vez existe algum tempo de invencibilidade após você ser acertado, e os inimigos deixam power-ups de energia desta vez, mas o mapa no rodapé da tela se foi.

Romancia - Another Legend (Windows)

Em 1999, uma empresa chamada Unbalance refez o jogo para Windows 98 sob o nome Romancia – Another Legend. Ele vem numa grande embalagem com um livro de 100 páginas com capa dura, com um monte de arte nova (apesar de praticamente metade dele consistir estranhamente de páginas em branco). O jogo em si é um port direto das versões para PC, incluindo os péssimos controles. Os gráficos foram melhorados, mas ainda paracem fracos se comparados com Ys Eternal ou Sorcerian Forever. Há também novas artes quando você fala com certos personagens, o que ficou bem legal, e é até acompanhado de alguma dublagem. Unbalance também compôs várias músicas novas, mas está tudo em MIDI (sem redbook audio, uma pena) e não impressionam muito. Pelo menos você pode salvar à qualquer hora. Além de um pequena galeria de arte, existe um modo de narração que inclui dicas e outros momentários no topo da tela. Enquanto a função de save sozinha já faz deste jogo melhor que o original, me pergunto por que não tentaram ao menos consertar a jogabilidade. A versão original para PC-88 faz parte do pacote, mas utiliza um áudio levemente melhorado, ao invés de emular o som de speaker.

Romancia - Another Legend (Windows)

Confira mais fotos de todas as versões do jogo na galeria no fim deste artigo.

MP3s

Title Screen (PC88)

Links

Sorcerian Music Files – Romancia Uma página japonesa sonre as diferentes versões do jogo.
Romancia Walkthrough Meu Deus, isto é sempre útil. Em japonês. (OFFLINE)
Dragon Slayer Laboratory – Romancia mais fotos e mais um walkthrough, também em japonês. (OFFLINE)

Vídeos

Romancia (PC-88)

Romancia (MSX1)

Romancia (MSX2)

Romancia (Famicom) 

Romancia (Sharp X1)

Romancia – Another Legend (Windows)

Galeria

5 Respostas para “Série Dragon Slayer, parte 3 – Romancia

  1. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 2 – Xanadu | MSX Resources

  2. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 1 – Dragon Slayer | MSX Resources

  3. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 4 – Drasle Family | MSX Resources

  4. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 5: Sorcerian (Parte I de II) | MSX Resources

  5. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 5: Sorcerian (Parte II de II) | MSX Resources

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s