Do Outro Lado da Cerca: SEGA SC-3000

Conforme prometido, continuamos nossa cobertura sobre os sistemas de 8 bits da SEGA. Hoje falaremos do SEGA Computer 3000, ou simplesmente SC-3000, a versão “home computer” do console SG-1000, o antecessor do Master System.

SC-3000

O SC-3000 foi lançado no Japão em 1983, um ano antes do SG-1000. Isso se deve provavelmente ao então recente “crash” no mercado de vídeogames, e a ascensão do home computing, com vários computadores invadindo o mercado, desde o lançamento do Apple II. Em termos de hardware, ele é praticamente idêntico ao SG-1000, com poucas diferenças, como obviamente o teclado embutido (um formato bastante familiar para os usuários de MSX ;)), e interface para fita casette (data recorder).

Assim como seu irmão console, ele é bastante similar ao MSX, utilizando um processador NEC D780C-1, que nada mais é que um clone do Zilog Z80A, utilizado nos MSX. Seu VDP (chip gráfico) também é bastante similar: TMS9929A, que faz parte da família TMS9918, utilizada no padrão MSX1. Além disso, possuía 16k de RAM e 16 kB deVRAM. O chip de som era diferente – o SN-76489, que seria usado, diretamente ou na forma de um de seus clones, em praticamente todos os sistemas da SEGA no futuro, até o Megadrive.

SC-3000H

Como pode se ver na foto que abre este artigo, o SC-3000 tinha um teclado do tipo “chiclete”, similar aos usados na primeira geração de MSX (como o Philips VG-8000, por exemplo). Meses depois de seu lançamento, foi lançado o SC-3000H, com teclado mecânico convencional e mais 16k de memória, totalizando 32k.

Como o SC-3000 possuía muito pouca RAM (2kB), ele contava com cartuchos BASIC para expandir sua memória. Existiam modelos de 1kB (com 512k livres!), 16kB e 32kB.

Variações

É possível encontrar o o SC-3000 em várias cores diferentes, dependendo do país em que foi lançado. Havia versões em preto (cor original), marfim (lançada mais tarde, para combinar com a cor do SG 1000 II) e vermelho (bastante rara):

  • Japão: preto, marfim e vermelho;
  • Austrália (distribuído por John Sands): preto;
  • Nova Zelândia (distribuído pela Grandstand Leisure): preto;
  • França (distribuído pela Yeno): preto;
  • Outros países (distribuído pela Yeno): preto;
SC-3000 vermelho (Japão)
O SC-3000H pode ser encontrado em preto um marfim no Japão, e apenas preto em outros países.

SC-3000H marfim

Acessórios

O SC-3000 era compatível com basicamente todos os acessórios disponíveis para os SG-1000 (controles, card catcher, etc), além de mais alguns criados exclusivamente para ele. Vamos à eles:

Impressora SP-400

Impressora SP-400 preta

A SP-400 era uma impressora de 4 cores, podendo apenas imprimir em preto, vermelho, verde e azul, e tinha um switch para escolher entre modos texto e imagem. Este é um periférico bastante raro, e encontrar papel que sirva nela é ainda mais difícil. naquela época, impressoras para uso doméstico ainda não estavam consolidadas, o que vez com que este acessório não tivesse muito sucesso. Ela foi lançada em preto e marfim, combinando assim com ambos modelos do computador.

Impressora SP-400 marfim

Super Control Station SF-7000

SF-7000

O SF-7000 era um expansor para o SC-3000, e foi lançado no mesmo ano que este. Ele adiciona vários itens interessantes ao computador:

  • Drive de disquetes de 3 polegadas (não é 3 1/2!);
  • Porta para impressora (centronics);
  • Porta serial RS-232;
  • 64kB de RAM;
  • 8kB de ROM (SEGA Disk Basic).
Ele era projetado para ser conectado no slot de cartucho do SC-3000 (da mesma forma que o MSX) mas seu cabo era bastante curto, obrigando o usuário à usá-lo debaixo do computador, o que não era muito confortável. Com o SR-7000, a SEGA apostou no formato de 3 polegadas existente na época, mas a aposta não se pagou – o mercado acabou orbitando entre os formatos de 3,5″ e 5,25″, o que deixou o SC-3000 mal servido de discos e software disponível.

SF-7000 - visão traseira/dianteira

Data Recorder SR-1000

SR-1000

É a unidade de fita casette para o SC-3000. O SR-1000 possui um design compacto e bonito, um dos datacorders mais bonitos por aí, na minha opinião. Interessante notar que diferentemente das unidades utilizadas no MSX e outros computadores dos anos 80, o SR-1000 não tem pino/função remote, tendo apenas pinos IN e OUT – apesar disso, ele é compatível com outros computadores.

SR-1000 - visão traseira/dianteira

SC-5000

O SC-5000 é uma atualização extremamente rara do SC-3000. Pouco se sabe sobre ele, mas sabe-se que ele realmente existe. Ele teria sido fabricado em algum momento em 1984, após o SC-3000H, e teria especificações melhoradas. É muitíssimo provável que ele só tenha sido lançado no Japão.

SC-5000

Ficha Técnica

NOME:           SC-3000
FABRICANTE:     SEGA
PAÌS DE ORIGEM: JAPÃO
ANO:            1983
PROCESSADOR:    NEC D780C-1
CO-PROCESSADOR: TMS9929A (VDP)
RAM:            16K (2KB)
VIDEO RAM:      16KB
RESOLUÇÃO:      256x192 / 256x200
SPRITES:        32
CORES:          16
SOM:            SN-7849AN PCM

Galeria

Mais Informações?

Visite o site SC-3000.com e veja diagramas do SC-3000 e todos os seus acessórios. Visite também o site Sega Retro para mais informações😉

Veja na Wikipedia a lista de cartuchos lançados exclusivamente para o SC-3000 (ou SG-1000 + teclado SK-1100), e alista de cartuchos de BASIC (vá até o fim da lista).

Scans de vários anúncios do SC-3000 podem ser encontrados aqui.

Fontes: Wikipedia (1), (2), (3)SC-3000.com, Old-Computers, Sega Retro

Uma resposta para “Do Outro Lado da Cerca: SEGA SC-3000

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s