Companhias Coreanas de MSX – Parte 1: Aproman

Artigo originalmente publicado no site Hardcore Gaming 101, traduzido para o português pelo site MSX Resources, sob autorização.

아프로만 Aproman

Fundada em:                         1980
Status:                        encerrada
Pessoas-chave: Seong Jihwan (presidente)
Website:                          nenhum

Perfil:

Sendo originalmente uma rede de lojas de computadores e software, eles também iniciaram o desenvolvimento de jogos originais para uso doméstico, depois que a lei de copyright foi assinada na Coréia. Seu modelo baseava em publicar software criado por desenvolvedores externos, logo não é certo se eles também contavam com um time interno de desenvolvimento. Eles também distribuíam uma série de programas de curso de idiomas, editores de texto para Hangul (alfabeto coreano) e títulos educativos ocidentais. A última vez em que eles estiveram envolvidos com a publicação de jogos foi no release da versão do Ys 2 pela Mantra (empresa coreana). Um varejista de computadores PC com o mesmo nome e logo registrou a marca em 2007, mas eles não parecem ser diretamente relacionados, sendo mais provável que esta seja apenas uma homenagem. 

Jogos:

제3차우주전쟁 (Je 3-cha Uju Jeonjaeng) – Abril, 1988

Anúncio de Space War 3

O título significa “Guerra Espacial 3”, mas ao invés de significar o terceiro episódio de uma série, o número deve ser lido como Terceira Guerra Espacial – como em Segunda Guerra Mundial, por exemplo. Praticamente nada é conhecido sobre este jogo. Ele apareceu em um anúncio na revista Aprosoft magazine e na lista de lançamentos, mas não se sabe se este título realmente existe ou não.

꾀돌이 (Kkoedori) / Koedoli – Outubro, 1988

Anúncio de Kkoedori

Esse jogo de puzzle/plataforma desenvolvido pela Mickey Soft é facilmente o melhor jogo coreano desenvolvido para MSX1. Parecido com o jogo Solomon’s Key da Tecmo, os níveis devem ser vencidos contruindo e apagando blocos para achar a chave que abre a porta para o próximo nível. Mas aqui os blocos só podem ser construídos na diagonal para se formar escadas, e os blocos apagados se tornam armadilhas para prender os inimigos. Existem outros extras, como uma armadura que protege o personagem de tiros. O jogo é bem complexo e bem planejado, com poucos níveis desenhados apenas para fazer o jogador perder tempo.

Apesar disso, Kkoedori não é perfeito. A cada poucos níveis um password é dado, mas a opção para digitá-lo parece não existir. Um duro limite no número de vidas extras, sem continues torna o jogo muito difícil de ser terminado em uma única partida. O desenvolvedor também merece perder pontos por roubar a música do jogo. A melodia que se ouve durante um nível é o tema coreano do anime Magical Princess Minky Momo, de 1980, enquanto o tema de encerramento foi tirado do anime Galaxy Express 999. Apesar disso, este é um ótimo jogo. É uma pena que a Mickey Soft nunca reapareceu apresentando um novo software.

Confira fotos do gameplay do Kkoedori na galeria no fim deste artigo.

띠띠!빵빵! (Tti Tti! Ppang Ppang!) – 1989

Anúncio de Tti Tti! Ppang Ppang!

Este jogo de plataforma com nome estranho utiliza sprites retiradas do Choro Q, mas é um jogo completamente diferente. O jogador pilota o carro sempre em velocidade máxima, sem frear ou parar. As únicas formas de manobrar são mudando de direção ou pulando. A viagem segue sobre rios e topos de edifícios, mas uma explicação do quê um carro com propulsor no teto estaria fazendo ali é algo que fica faltando. O sistema de colisão  do jogo é bem ruim, e após morrer, o jogo tem o péssimo hábito de trazê-lo de volta bem em cima de um abismo mortal.

São 3 fases, cada uma com seu próprio tipo de inimigo, somado às caveiras, onipresentes em todo o jogo: caminhões de construção no começo, lulas na segunda fase, e no final, helicópteros. Depois destas 3 fases a sequência se repete indefinidamente.

Confira fotos do gameplay do Tti Tti! Ppang Ppang! na galeria no fim deste artigo.

Galeria

Aproman também lançou jogos para Apple II e PC-DOS, que não estão cobertos neste artigo. Para vê-los veja o artigo original.

2 Respostas para “Companhias Coreanas de MSX – Parte 1: Aproman

  1. Pingback: Companhias Coreanas de MSX – Parte 10: SKC Soft Land | MSX Resources

  2. Pingback: Companhias Coreanas de MSX – Parte 12: Static Soft | MSX Resources

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s