Especial Gradius, Parte 12: Salamander 2

Salamander 2 - Arcade/Saturn/PlayStation/ PSP (1996)

Salamander 2 foi lançado durante o grande vácuo entre Gradius III (1989) e Gradius Gaiden (1997). Os gráficos tiveram um grande salto em comparação com os jogos originais, como era de se esperar, apresentando sprites em CG pré-renderizado e também em 2D feitas à mão. De forma geral o visual é muito bom, como algumas poucas exceções. Parte da primeira fase é um remake da fase de abertura do Salamander, completa com a reaparição do Golem. Sem aviso, um monstro gigante com vários olhos surge do lado da tela, mastiga ele, e daí vem lutar contra você. Isso seria bem legal,se o monstro não parecesse saído de um quadro do Monty Python. Os visuais são bem detalhados, e são bem melhores que o seus jogo normal de 16 bits. Mas o jogo parece meio desbotado e estéril comparado ao colorido XEXEX da Konami, que havia sido lançado alguns anos antes. É difícil ver nisso um problema também- pois Salamander é pra ser um jogo mais sombrio mesmo.

À respeito da jogabilidade, Salamander 2 é que nem Salamander – o que significa dois jogadores jogando simultaneamente, respawn instantâneo, e não há power bar. As coisas funcionam do mesmo jeito de antes, exceto que agora existe um Twin Laser, além dos Ripple lasers e dos convencionais, e que as armas podem ser melhoradas ao pegar múltiplos powerups. Você também pode sacrificar um dos seus Options para dar um ataque poderoso. O Option sobrevive, as encolhe para a metade de seu tamanho. Se você o pegar, ele vai rodar em volta da sua nave e vai automaticamente atirar para a frente.

Existem seis fases ao todo – quatro de lado e duas vista de cima. A segunda fase, uma fase vista de cima, apresenta mini-planetas que explodem em labaredas solares, parecida com a primeira fase do Gradius II. A terceira é uma fase biológica e a quarta fase se passa na órbita em torno do planeta Gradius, voando entre naves de guerra enormes. A quinta e a sexta fases consistem de um cinturão de asteróides e uma base, levando à um chefe final tenebroso. É um jogo bem curto, e apesar de não ser brutalmente injusto como o Life Force/Salamander, ele ainda é bastante desafiador. Mas, em todas as versões para console (no Salamander Deluxe Pack para PlayStation e Saturn, e no Salamander Collection para PSP), você conta com continues ilimitados.

Mesmo assim, Salamander 2 é um tanto divertido, mas totalmente insignificante, pois não tem nada em si que realmente chame a atenção, especialmente se comparado aos outros jogos de nave da Konami. O único aspecto realmente digno de nota é a trilha sonora espetacular, uma seleção fortemente melódica que remete aos jogos anteriores, mas com uma pegada mais crua. Existem vários temas para os chefes, e várias músicas extras – incluindo remixes de músicas antigas do Salamander – que tocam no segundo loop. Várias das músicas foram compostas ou arranjadas por Naoki Maeda, conhecido por seu trabalho em várias faixas de Dance Dance Revolution. Existem ainda mais faixas escondidas no sound test e no CD de trilha sonora. Material excelente.

Capa da Trilha Sonora de Salamander 2

Veja mais fotos de Salamander 2 na galeria no fim deste artigo.

MP3s

Baixe Aqui

Silvery Wings Again
Sensation
Speed
Power of Anger

Vídeos

Salamander 2 (Arcade) – 1a. Fase

Salamander em 2 jogadores

Abertura do Salamander 2 para SEGA Saturn

Abertura do Salamander Deluxe Pack Plus para PlayStation

Galeria

Semana que vem: Gradius Para Portáteis!

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s