Série Dragon Slayer, parte 4 – Drasle Family

Artigo originalmente publicado no site Hardcore Gaming 101 e traduzido para o
português por MSX Resources, sob autorização.

Dragon Slayer 4: Drasle Family/Legacy of the Wizard – MSX/MSX2/NES (1987)

Dragon Slayer IV: Drasle Family (MSX - Capa)

Por Neo Rasa

A série Dragon Slayer não é bem uma “série” – é mais um selo que define vários dos trabalhos da Falcom, principalmente seus primeiros jogos. Apesar de não serem relacionados entre si, a maioria possui temas relacionados, e costumam ter dungeons gigantescos à serem explorados. A série como um todo é mais antiga que The Legend of Zelda, aparecendo primeiramente em computadores japoneses, como o PC-88. Assim como vários jogos da Falcom, é à princípio uma série para computadores, mas várias vezes foram portados para consoles, com SUAS PRÓPRIAS continuações e spinoffs, e com sorte, muita sorte, um acaba sendo lançado no ocidente. Esta é a história do Legacy of the Wizard, que foi localizado pela Broderbund, que foi gentil o bastante para nos trazer The Guardian Legend e The Battle of Olympus. O jogo é conhecido no Japão como Dragon Slayer IV: Drasle Family (o que é literalmente o amálgama de DRAgon SLEyer – os japoneses adoram fazer isso com palavras estrangeiras).

Dragon Slayer IV: Drasle Family (MSX2)

Série Dragon Slayer:
I: Dragon Slayer
II: Xanadu
III: Romancia
IV: Drasle Family (Legacy of the Wizard)
V: Sorcerian (Parte I) | (Parte II)
VI: Legend of Heroes
VII: Lord Monarch
VIII: Legend of Xanadu

Outros:
Legend of Xanadu II
Xanadu Next

Legacy of the Wizard (NES - Capa)

Legacy of the Wizard não tem tempo para cutscenes ou diálogos. Todo o poder do Nintendo Entertainment System foi posto para trabalhar, com um único propósito: tornar o dungeon o mais animal possível. Seu personagem tem dimensões iguais a de um bloco do dungeon. Cada tela do dungeon tem 12 blocos de altura e 64 blocos de largura. O dungeon tem dezesseis por dezesseis telas. LOUCURA. Praticamente cada sala tem uma estrutura e esquema de cores única, logo você nunca vai ficar andando em círculos como no Metroid, mas quase não existem pistas dizendo para onde você deria realmente ir. Esta coisa tem mais salas que o Empire State Building. Existem mais paredes falsas do que portas de verdade. Tudo que você deve fazer é andar por aí matando milhares de monstros sem hesitação ou misericórdia, coletando todo o ouro que existir em todo o lugar. Mesmo tudo isso, você ficará preocupado constantemente com seu suprimento de magia, que é a única maneira de você atacar. Você achará poções espalhadas pelo caminho. Existem algumas poucas loja e estalagens para te ajudar, mas além disso você está por conta própria. Quando você tiver por dentro de tudo e souber para onde ir, você deverá  solucionar quebra-cabeças inteligentemente integrados para conseguir as coroas mágicas necessárias para matar o dragão. Um dos mais verdadeiros “dungeon crawlers” jamais feitos, com montes de becos sem saída, abismos para se cair, e áreas secretas para seus personagens explorarem.

Personagens? Por que Rasa, de que diabo você está falando! OH HO HO! Você não controla apenas UM personagem neste jogo, mas QUATRO, sem contar o cachorro deles! Uma família inteira! A família Warzen! Os Warzens são descendentes de um grande feiticeiro que matou um dragão há muitos anos atrás. O dragão, Keela, irá despertar em breve. Está na hora de partir numa aventura por todo o planeta, cheia de quests paralelas para descobrir como selá-lo novamente? Não, é hora de gastar quase um ano explorando o labirinto onde ele está selado, planejando e pegando coisas que você vai precisar para MATAR ELE. Nenhum outro desenvolvimento de personagens é necessário. Isso é tudo que você precisa para começar a matar e explorar.

Os avós nas lateral, Douel e Jiela, dão e recebem sua senha para que você possa continuar de onde parou entre as sessões de jogo. Mas eles não são importantes. O resto do clã dos Warzens é que faz o trabalho sujo.

Xemn
Na superior esquerda está o pai, Xemn, um guerreiro. Ele não consegue pular mas, mas pode conseguir uma luva que permite que ele empurre blocos para fora do caminho. Ele também arremessa machados, matando inimigos sem dificuldade, com dois golpes no máximo.

Meyna
À sua direita está a sua esposa, a mãe Meyna, uma feiticeira. Ela não consegue pular, mas sua magia é ótima. Ela também pode se equipar com vários ítens como um bastão de fogo e um ítem que permite que ela “atire” blocos pelo cenário, fazendo-os ricochetear em tudo que entrar em contato com ele.

Roas
Do lado esquerdo está o filho Roas, o ranger. Ele é inútil, mas é o único que pode usar a espada, a Dragon Slayer. Não há motivo para usá-lo antes que você consiga a espada.

Lyll
Na parte de baixo está a filha, Lyll, a elfa. O melhor personagem do jogo, no geral. Ela pula extremamente alto E pode usar um ítem que á faz pular ainda mais alto.

Pochi
E o mais importante, há também o bichinho de estimação, Pochi. Ele é um monstro domesticado. Ele não pode usar ítens e tem o pior pulo do jogo. Apesar de seu ataque ser poderoso, ele tem o alcance mais curto de todos.

Mas para que serve o Pochi? Ele é um monstro, logo os outros monstros o ignoram completamente, e ele pode andar diretamente através deles sem levar dano e até mesmo montar neles para alcançar novas áreas (uma coisa fantástica quando usada em monstros voadores). Ele é essencial para explorar novas áreas sem gastar os seus recursos. Pochi é um monstro com uma postura calma mas determinada enquanto caminha e um sorriso austero quando ataca. Ele claramente tem ligação com Bub e Bob do famoso Bubble Bobble. Pochi normalmente é um nome de cachorro, mas aqui é sinônimo de uma coisa que parece adorável mas também sabe quebrar o pau quando começa a encrenca.

Mas Rasaaaaa! Se Lyll, a filha, é o melhor personagem, por que então usar qualquer um dos outros? Existe uma tela de inventário onde você tem o privilégio de visitar e pegar o que for que você deseja antes de deixar sua casa ou uma estalagem.

Percebeu que alguns ítens tem os números escurecidos? Nem todos os ítens podem ser usados por todos os personagens. Por exemplo, apenas Xemn, o pai, pode usar a luva, e apenas Meyna, a feiticeira, pode usar a besta.

Além do mais, todos os personagens pode montar nos monstros como Pochi, mas eles levam dano pouco a pouco. Esta manobra ainda é essencial.  Você deve ter cuidado, você leva dano por queda sempre que passa a altura natural, não-modificada, da altura do seu pulo! Empurrar blocos funciona da mesma forma, você pode subir e um e empurrá-lo em pleno ar! Se você o empurrar sobre si mesmo, você irá se ferir e ficará parecendo um idiota. O jogo tem pontos com mal programados e com bugs, o que não ajuda muito. A combinação de todos estes elementos juntos provavelmente faz deste jogo de um dos maiores desafios intelectuais no NES. Ele combina um dungeon de fritar os miolos com monstros que se movem relativamente rápido e você precisará de bons reflexos para escapar sem levar muito dano ou gastar muita magia, para que você possa  sobreviver à jornada.

Felizmente a sua estadia no dungeon de Keela se faz mais prazeirosa devido á trilha sonora. As músicas são poucas, mas elas mudam dependendo de onde você está, e as composições são do venerável Yuzo Koshiro, logo isso não será problema. Mieko Ishikawa, que ajudou Koshiro em Ys, também fez algumas músicas.

O Mundo de Legacy of the Wizard (NES)

Eu realmente não entendo como uma criança poderia terminar este jogo. É enorme e complicado. Alguém realmente conseguiu terminar Legacy of the Wizard quando o jogo era novo? Eu sei que com certeza eu não consegui. Eu só o terminei anos mais tarde quando fiquei mais velho, encarar este jogo sem um FAQ ou um mapa é como cumprimentar o diabo em pessoa. Este era o jogo definitivo para se conversar sobre no recreio, encontrando os seus amigos e discutindo que conseguiu chegar em qual parte do dungeon e acho qual loja/ítem/ouro aonde.

Que jogo fantástico.

Dragon Slayer IV: Drasle Family (MSX)

Dragon Slayer IV: Drasle Family é um dos primeiros jogos da série que nunca foi lançado para os computadores PC-88 ou 98. Ao invés disso, foi inicialmente lançado para MSX e MSX2. Os jogos são essencialmente os mesmos, mas a versão para MSX tem sprites horríveis com cores transparentes (um problema comum deste sistema), enquanto a versão para MSX2 tinha gráficos muito melhores de forma geral. A versão para MSX2 é também um pouco mais rápida, e adiciona uma pequena sequência introdutória, onde o logo surge quebrando uma parede de tijolos, e cada membro da família é apresentado. Nenhuma destas versões possui scroll nas telas, o que também era típico dos jogos de MSX games.

O Mundo de Dragon Slayer IV (MSX2)

A versão para Famicom foi publicada pela Namcot, e é impressionantemente fiel em praticamente todos os sentidos. A jogablilidade é como a da versão para MSX2, mas sem a introdução e com a adição do scrolling. Os gráficos são bem similares, mas os esquemas de cores de algumas áreas são diferentes. A amioria do layout básico do dungeon é praticamente o mesmo, mas algumas salas foram um pouco alteradas, e todo o lado direito do mapa é drasticamente diferente. Existem também umas poucas músicas novas, particularmente o música da tela de seleção de ítens e o tema do Pochi. Há também algumas diferenças bizarras na grafia dos nomes entre as versões. É uma pena que tantos outros jogos da série Dragon Slayer foram portados e refeitos várias vezes (como Xanadu e Sorcerian), e nós nunca tivemos uma versão renovada de Drasle Family. Uma lástima, pois agora com a popularidade do estilo de jogo do Metroid e com o seu grande mundo à ser explorado, ele poderia atrair vários novos jogadores, se eles atualizassem um pouco as mecânicas do jogo.

Confira mais fotos de todas as versões do jogo na galeria no fim deste artigo.

MP3s (NES)

Overworld Theme
Theme of Meyna
Theme of Pochi

Links

RPG Classics – Legacy of the Wizard Ótimo site sobre o jogo.
Toastyfrog – Legacy of the Wizard Uma excelente matéria.
All About Dragon Slayer 4 Em Japonês, mas bastante compreensível. Tem quadrinhos também. (OFFLINE)
Map Anime Mapas completos dos jogos. Obrigado à MP83 pelo link.

Vídeos

Dragon Slayer 4 (MSX2)

Dragon Slayer 4 Promo (Famicom)

Legacy of the Wizard (NES)

Galeria

5 Respostas para “Série Dragon Slayer, parte 4 – Drasle Family

  1. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 2 – Xanadu | MSX Resources

  2. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 3 – Romancia | MSX Resources

  3. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 1 – Dragon Slayer | MSX Resources

  4. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 5: Sorcerian (Parte I de II) | MSX Resources

  5. Pingback: Série Dragon Slayer, parte 5: Sorcerian (Parte II de II) | MSX Resources

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s